Connect with us

Educação Financeira

Empréstimo Pessoal – Por que Ele Pode Ser a Solução e Não um Problema?

Publicado

em

Empréstimo Pessoal

O Brasil está em crise. Nesse cenário de problemas econômicos, deixar que dúvidas acumulem e algo que pode acontecer facilmente.

Quando isso ocorre, muitas pessoas optam por renegociar seus débitos, algo que nem sempre pode valer a pena.

Essa opção pode manter os juros altos ou ate aumentar o valor da dívida. Para solucionar esse tipo de problema, muitas pessoas podem optar pelo empréstimo pessoal.

O empréstimo pessoal costuma ser associado a dívidas e problemas financeiros. No entanto, essa forma de financiamento pode ser útil para quem quer fugir dos juros mais altos do crédito rotativo ou deseja quitar uma dívida rapidamente.

Basta ter planejamento e cuidado para escolher a linha de crédito ideal para solucionar os seus problemas financeiros de uma vez por todas.

Quer saber mais sobre as vantagens do crédito pessoal e como um gerenciador financeiro pode te auxiliar a não voltar a ter dívidas? Então lendo esse artigo e confira!

Quando Usar um Empréstimo Pessoal para Pagar Dívida Pode Ser uma Boa Ideia?

O crédito pessoal e uma alternativa prática e simples para quem está com dívidas no cheque especial, cartão de crédito ou outras linhas de financiamento com taxas de juros altas.

No caso do cartão de crédito, especificamente, o crédito pessoal pode auxiliar também na liberação do limite do cartão, permitindo o uso do serviço novamente.

Quais São os Cuidados na Hora de Pedir um Empréstimo?

A busca pela linha de crédito pessoal ideal para as suas necessidades e um processo longo e que exige planejamento.

Ele comprometerá todo seu orçamento durante o período de pagamento, então o ideal e que o valor das parcelas seja bem definido e não atinja grande parte dos ganhos pessoais.

Existem quatro passos fundamentais para a escolha de qualquer linha de crédito. São eles:

1. Conheça o Custo Efetivo Total (CET)

O Custo Efetivo Total (CET) e o resultado da soma da taxa de juros, os encargos e despesas incidentes em qualquer tipo de operação de crédito e de arrendamento mercantil financeiro.

Ele deve ser informado pelas instituições financeiras antes da contratação de uma operação de crédito, mas, muitas vezes, e mascarado pelas empresas do setor.

Conhecendo melhor o custo total de um empréstimo, fica mais fácil para o cliente identificar qual instituição fornecera as melhores ofertas de crédito do mercado.

2. Saiba Escolher o Melhor Prazo para as Suas Necessidades

Ninguém gosta de ficar preso a uma dívida por muito tempo. Durante o período de pagamento, imprevistos podem acontecer e prejudicar o pagamento das parcelas na frequência correta.

Para prevenir dívidas infinitas ou com parcelas com valores muito altos, sempre busque conciliar o prazo de pagamento com o seu orçamento.

Se possível, quite a dívida antes do seu vencimento. Pagar as parcelas antes do vencimento do contrato permite a eliminação dos juros embutidos restantes da dívida.

3. Evite Vendas Casadas

Gerentes de bancos sempre procuram estabelecer longos relacionamentos com os seus clientes. Nesse processo, eles usam como ferramenta de negócio a venda casada.

A atividade, que envolve a venda conjunta de vários produtos, muitas vezes e feita utilizando o argumento de que a contratação de um seguro pode facilitar a aprovação de um empréstimo.

No entanto, qualquer produto adquirido pode encarecer o valor final da linha de crédito.

4. Pegue Apenas o Necessário e Use Bem o Dinheiro

A ideia de dinheiro fácil e uma tentação grande. Cair nesse impulso e algo que deve ser evitado o máximo possível.

Independentemente do motivo do empréstimo ser a quitação de uma dívida ou a realização de um projeto, procure solicitar apenas o valor necessário.

Uma vez com o dinheiro na mão, procure gastá-lo diretamente nos objetivos iniciais. Assim, você evitara problemas futuros e conseguira quitar a dívida rapidamente.

Como Utilizar um Organizador Financeiro para Melhorar o Orçamento?

Durante crises econômicas ou momentos de dificuldades financeiras, perder o controle do orçamento e algo que pode acontecer facilmente. Uma das formas de evitar que isso aconteça e utilizando um organizador financeiro.

Os aplicativos de controle orçamentário são uma forma moderna e pratica de conseguir rastrear os gastos mensais sem precisar lidar com planilhas complexas do Excel.

Existem inúmeras opções no mercado, disponíveis em plataformas moveis como iOS e Android ou no Desktop, via web.

Há aquelas que permitem a configuração de alertas de vencimento de contas ou as que capturam automaticamente os gastos com o cartão de crédito.

Independentemente da opção escolhida, com um aplicativo de controle financeiro fica fácil criar metas de economia mensal. Identificando quais são os seus maiores gastos, você poderá economizar mais e ter uma saúde financeira maior.

O empréstimo pessoal é uma alternativa útil para quem procura quitar dívidas de cartão de crédito, cheque especial e outras linhas de crédito com altas taxas. No entanto, ele deve ser feito com cuidado.

Sempre evite comprometer mais de 1/4 do seu orçamento, optar por linhas de financiamento com juros altos ou fazer parcelamentos de longo prazo.

Ter um controle financeiro também e fundamental. Evitar gastos desnecessários e economizar parte de suas receitas mensais e uma forma de investir no futuro e conseguir melhorar a sua saúde financeira.

Adotando essas medidas, e possível pedir um empréstimo sem comprometer o seu futuro.

E você, quer saber mais sobre o uso de empréstimos financeiros para pagar grandes dívidas? Então leia o nosso artigo sobre o tema!

Clique para comentar

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending